quarta-feira, 6 de abril de 2016

Iniciativa “E se fosse eu? Fazer a mochila e partir”_6 de abril de 2016

Os alunos do 5.º ano - sob orientação das Professoras Ana Nascimento e Manuela Pereira - e dos Cursos de Educação e Formação de Adultos do Agrupamento D. Carlos I decidiram responder ao repto lançado pela  Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR), em colaboração com a Direção-Geral da Educação (DGE), o Alto Comissariado para as Migrações, I.P. (ACM, I.P.) e o Conselho Nacional de Juventude (CNJ), e participar na iniciativa  “E se fosse eu? Fazer a mochila e partir”. 
Esta iniciativa pretendeu sensibilizar crianças e jovens para as dificuldades pelas quais os refugiados passam para fugir da guerra, procurando, promovendo também o compromisso de bem acolher quem procura proteção humanitária e concretizando os princípios de uma sociedade democrática e inclusiva.
Assim, os alunos do Agrupamento D. Carlos I foram desafiados a refletir sobre os bens que transportariam numa pequena mochila se estivessem no lugar de um refugiado, devendo depois partilhar a razão das suas escolhas.
Os alunos do 5.º ano escreveram reflexões que se apresentam no livro digital abaixo e os alunos dos cursos EFA representaram essa reflexão por meio de imagens e desenhos. 

Leiam e emocionem-se!